Sobre a autonomia feminina no consumo do vinho

Divina e Vinho

Segundo Jancis Robinson,

os bares de vinho eram um fenômeno importante na Inglaterra dos anos 70, um símbolo evidente da emancipação feminina. As mulheres eram mal vistas nos pubs, mas essa novidade de bares de vinhos oferecia a elas um lugar de encontro, onde podiam consumir bebidas alcóolicas e saborear pratos mais ousados que nos seus antecessores ninhos de fofoca: os cafés e as casas de chá da Inglaterra de subúrbio.

À exceção dos cafés e casas de chá que, por aqui, não assumem muito bem esse papel pejorativo de “ninhos de fofoca”, considero esse trecho antigo (2006) muito condizente com a realidade atual. Pelo menos como parte do micromundo ao qual pertenço, no Rio.

Percebo nitidamente um interesse crescente das mulheres, de todas as idades, pelo tema.

Percebo uma presença maior de mulheres em lojas especializadas e vejo o vinho, aos poucos, entrando na lista de compras. Não tem…

Ver o post original 319 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s