Tipos de Espumantes e níveis de açúcar

Muito mais que bebidas de casamento, hoje os espumantes estão presentes em qualquer encontro de amigos, mesas de bares, restaurantes e harmonizando com os mais diversos tipos de menu.

Tornar a bebida descontraída não foi difícil. Suas borbulhas são um convite ao relax e à alegria. No verão é um prato cheio! Os bares de Espumantes já estão espalhados pelas cidades e possuem opções para todos os bolsos e estilos. Mas aí começam as dúvidas: qual espumante pedir?

Primeiro vamos entender que Espumante é diferente de Champagne. Champagne é aquele produzido na região de Champagne, na França – com as uvas Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Meunier.

Trata-se de uma denominação de origem controlada (DOC), mas temos no Brasil uma exceção. Sim! A vinícola Peterlongo é a única que apesar de produzir fora da região limite, pode usar o nome Champagne. Ocorre que antes da cidade Francesa obter o registro de DOC, a empresa já produzia aqui seu Champagne e por isso obteve na justiça esse direito (interessante, né?).

Dito isso, fica fácil entender que todo Champagne é um Espumante e nem todo Espumante é um Champagne. 

Seguimos.

Uma amiga minha me enviou uma dúvida:

biapost1
Sim! Pedidos como esse de S.O.S. são constantes! E eu adoooorooooo!!!!

 

A foto era referente ao Moscatel Aquarela da Casa Perini, que eu havia postado poucos dias antes.

Minha sugestão foi para que ela deixasse o Aquarela para o final, harmonizando com a sobremesa – que poderia ser algo com frutas ou uma cheesecake, por exemplo (que delícia!) – e ela me perguntou o porquê.

A questão é: os Moscateis são espumantes doces (a uva Moscatel é doce).

E a não ser que você seja muito, muito fã de doce, não fará sentido você passar a noite inteira tomando uma bebida doce, concorda? Eu não conseguiria!

Existem níveis de açúcar nos espumantes.

E aí eu peguei essa imagem muito legal da World Wine, que mostra bem a distribuição do açúcar por litro nos tipos de espumantes.

espumantes
Escala de Doçura. Fonte: http://www.worldwine.com.br/

Fica beeeem mais fácil entender assim, né?

Mas como – mesmo depois disso – saber se o espumante é doce? (Sim! Essa pergunta pode surgir, porque nem sempre vem escrito no rótulo “Doce”)

Então, preste atenção: procure por termos como “Dulce“, “Sweet“… e se ele for produzido a partir da uva Moscatel…ele será doce!

Quanto a coloração,  para mim tanto faz se são Brancos ou Rosés, mas,  particularmente, gosto de espumantes variando dos Natures ao Bruts – desses que dão a sensação de limpar a boca – e sempre para acompanhar as entradas ou para os beliscos! Com saladas, canapés, queijinhos, torradinhas, pizzas frias, etc! Os amantes de comida japonesa também costumam idolatrar a harmonização de sushi com Espumantes Bruts! Mas isso infelizmente não posso afirmar, porque não curto sushis 😔😔😔!

Espumantes pra mim serão sempre bem-vindos e, de preferência, os nacionais!

Quer dividir comigo suas experiências com espumantes?

joana@joanarangel.com

Bjs!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s