Como estou convertendo meus amigos ao prazer do vinho

Antes de fazer o curso de degustação da ABS, eu já participava da Confraria Enófila Gastronômica & Cultural. Isso. O nome é assim, grande, diferente, porque a gente mistura tudo em um evento só.

E daí que quando você começa a fazer parte de um grupo de degustação, você começa a querer fazer parte de vários. Porque vinho é vida, vinho é tudo. E como eu tenho a incrível missão de trazer meus amigos para o vinho, eu sou a responsável por organizar esses encontros.

Meus amigos bebem vinho. Na verdade, meus amigos bebem. Ponto.

Só que eles bebem vinho assim, sem qualquer pretensão, como eu bebia também. Ou acompanhando as refeições ou relaxando. Identificar aromas? Jamais. Coisa de enochato.

Mas aí eu, a enviada, a missionária responsável por guiar o povo ao caminho do bem, peguei a causa e estou incumbida deste trabalho. O da conversão.

Confesso que transformar fiéis bebedores de cerveja artesanal, whisky e gim em amantes de vinho não é tarefa fácil. Mas está tudo correndo muito bem, obrigada.

A primeira degustação a que eu os submeti foi de Carménères da Ventisquero.

Por que Carménère? Ah! Porque ela é fofinha, é fácil gostar dela e porque eu consegui comprar a linha toda (Entrada, Reserva, Queulat Gran Reserva e o Grey) com o mesmo distribuidor, a Super Adega . Então achei que seria uma experiência válida em termos de comparação.

E claro, para a brincadeira ficar legal, coloquei um Cabernet Sauvignon Nacional, de R$ 20 reais no meio. Pois sempre tem que ter um impostor!

 

(Na foto: embalados e revelados. O impostor está ali, o segundo da esquerda para direita)

 

Meu trabalho na conversão não é só fazer com que eles bebam vinho. Porque, pô, aí seria super fácil! Minha missão é fazer com eles “apreciem” o vinho, analisem, percam tempo conversando sobre as características….esse é o desafio da religião (ou seita) que estou fundando.

Foi um sucesso a degustação! Meus amigos que nunca tinham parado para identificar aromas ficaram encantados! Eles gostaram muito de avaliar os vinhos e as descobertas foram incríveis!

 

Pelas fotos é possível observar a concentração do povo. Várias anotações, vários debates!

A segunda degustação foi aqui em casa e, desta vez, fizemos o tema: “Descobrindo castas”.

Eram 4 vinhos varietais de castas que eles não possuem muito o hábito de tomar e que achei interessante descobrirmos juntos as sensações: Barbera, Cabernet Franc, Ancellota e Refosco dal Peduncolo Rosso. O impostor dessa vez era um blend de Negroamaro e Primitivo.

Antes, segundo o Wine Folly e outros guias disponíveis na Internet, eu passei as características de cada uva. Projetei na televisão. Desta forma, todos já sabiam mais ou menos o que esperar. E o desafio era se reconheceríamos ou não as castas. E se seria possível identificar o blend.

(Preciso abrir um parênteses para dizer que nessa degustação, o Luiz Porto Dom de Minas  Cabernet Franc 2014 deu um banho. Uma pisa nas demais uvas. Foi unânime a escolha dele como melhor vinho – mas depois dedico um post só para ele).

IMG_20170615_164054582
Descobrindo Castas: vinhos da Degustação II
img_20170615_163714355.jpg
Povo analisando

Se identificamos ou não as uvas, isso é menos importante. O que vale mesmo é a experiência em compartilhar isso entre amigos.

Nessa degustação eu pude confirmar, por exemplo, que meu amigo Ton, além de exímio ilustrador, deveria pelo menos fazer uns cursos na ABS, porque ele é muito bom em perceber aromas! E ele começou a beber vinho agora!

Também achamos que essa segunda degustação, mais direcionada e com uma apresentação prévia, ficou mais bacana, mais técnica. Achamos que 5 vinhos é demais. Para 8 pessoas, bastam 4.

Ou seja…

São informações que a gente vai acumulando e melhorando para as próximas. O que me deixa feliz e realizada é que eles DE VERDADE estão gostando. Não é para me agradar, sabe? Eles estão – de fato – se convertendo ao vinho.

E eu, fico em paz e durmo tranquila, certa de que estou fazendo a minha boa ação no mundo. Amém.

 

amem
Vinhozin para relaxar

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s