O que são Taninos? É errado chamar um vinho de “Rascante”?

Estava com meu cunhado, quando ele, ao provar um vinho, disse: “Humm, Jô, rascante. Posso falar rascante?” Respondi que ele deveria usar o termo que quisesse, afinal,  não estou estudando para me tornar uma enochata. Impressões sobre vinhos são sempre muito individuais, são descobertas. Existem padrões? Certamente. Mas é importante e bonito que cada um use o termo poético e a expressão que desejar!

Se vinho é poesia engarrafada, vamos brincar de fazer poemas?

E aí que lendo “O Passo a Passo da Degustação”, do meu professor Celio Alzer, descubro que ele dedica um tópico ao termo “rascante”.

A expressão “rascante” está  relacionada aos taninos, que são os responsáveis por promover aquela sensação de boca seca, presa. Segundo o autor, a expressão usada para designar essa “secura” nas degustações é: adstringência.

Ou seja: um vinho tânico é um vinho adstringente.

E de onde vêm os taninos?

Matéria prima
Taninos: parte da magia

Eles estão presentes principalmente nas cascas, sementes e engaço (cabinho da uva). Quanto mais tempo as cascas ficam em contato com o mosto (sumo das uvas prensadas), mais tanino terá o vinho. Cabernet, Tannat e Sangiovese Grosso, por exemplo, são uvas com casca bem grossa – e por isso possuem grande quantidade de taninos. São os vinhos que a gente prova e traaaaaaa! Dá aquela secura na boca!

Os taninos são os culpados (injustamente) por alguns iniciarem e desistirem do universo dos vinhos. Tem sempre aquele seu amigo que quer começar a beber vinho, compra do nada um Cabernet super tânico e… pá! Leva um coice dos taninos!

Eu acho a sensação do sequinho na boca maravilhosa, mas compreendo que quem esteja começando, estranhe.

Uvas tintas que ainda não amadureceram possuem taninos mais verdes, o que resulta em vinhos adstringentes. Vinhos muito tânicos precisam de algum tempo para amaciar. Taninos evoluem com o tempo – quanto mais se amadurece um vinho, mais ele se torna macio e vai “perdendo” seus taninos.

Isso tudo faz parte da magia e do processo de tratamento que o Enólogo dá ao vinho!!

 

4 comentários sobre “O que são Taninos? É errado chamar um vinho de “Rascante”?

    1. Ahhhh, Sabrina, que legal!!! Sim, a ideia é expandir a cultura do vinho! Quanto mais gente, melhor pra todo mundo! Já sigo o Vila há tempos, antes de fazer o meu, por isso te disse que sabia do conteúdo. E vamos seguindo e fazendo amizades por aí, sim! Sempre com taças cheias! Um beijoooooo!!!!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s