Perdendo o medo, destravando e…começando

As pessoas são, no geral, muito travadas para iniciarem a provar vinhos, a experimentá-los.

Não é difícil entender porque isso acontece.

Digite “vinhos” no Google e aparecem imagens de homens de terno, senhores barbudos, todos muito elegantes. As poucas mulheres que aparecem estão de salto alto, vestem trajes dignos de uma solenidade do Oscar. Ou seja: nada, ou quase nada a ver com a nossa realidade. Ainda mais com a minha que moro no Rio e adoro um chinelo.

Aí você, buscando sobre vinhos na internet, em casa e com sua roupa de dormir, olha e pensa: “É…eu sou um bosta..vou tomar é cerveja mesmo que é mais fácil. Vinho não é para mim”.

Ops!!! É aí que começa o erro.

Destrave-se! Permita-se!

Esse senhor posudo que aparece nas imagens segurando uma bela taça, um dia também começou. Todos começam.

E começam sem saber, com vergonha…escolhendo errado, ficando em dúvida em frente a uma prateleira do supermercado…

Pessoas novas no vinho pensam que precisam saber tudo sobre vinho antes de poderem falar sobre vinho. E isso é uma pena.

(Carole Meredith, Geneticista | Professora especialista em vinhos)

umapena.jpg

Fonte: Somm – Dentro da Garrafa, 2015

Deixa eu contar uma coisa para você: PALADAR É UMA COISA QUE SE TREINA, VOCÊ SABIA?

Quanto mais coisas diferentes, mais misturas de sabor você consumir, mais vontade de experimentar terá e cada vez será mais fácil degustar e reconhecer determinados sabores.

É o mesmo que acontece com a pimenta do reino. Primeiro, quando a gente é criança, a gente não gosta, porque ela arde. Aí a gente começa a cozinhar e a provar novos pratos. E depois ela vira tempero.

E chega o dia em que você já não se imagina mais comendo sem uma pimentinha do reino para dar um “toque”.

Comece com vinhos de supermercado e com uvas que lhe são familiares (pois são comuns aqui na América do Sul): Malbecs e Cabernets Sauvignons, por exemplo. Você também pode começar com os brancos, que são mais leves, frescos. Experimente algum  Chardonnay ou Sauvignon Blanc. Estipule valores e não se deixe levar pelo rótulo.

Os vinhos de supermercado são mais baratos, mas pode haver perda em qualidade devido ao armazenamento. Então, se alguma vez você provou um vinho e achou bem ruim, existe uma possibilidade de ele ter sido mal armazenado.

Ao comprar em supermercados, escolha vinhos de safras mais recentes (mais novos) – isso representa menos tempo de armazenamento em condições inadequadas.

Se houver uma loja de vinhos (de sua confiança) perto de sua casa, converse com alguém e não tenha vergonha em dizer que está começando e quer algo beeemmm básico.

É possível comprar um vinho bem aceitável para começar na faixa de R$30,00. Não importa se você leu ou alguém te falou que esses vinhos não são tão bons. O que vale é você experimentar. Ter parâmetro de comparação e começar de alguma forma.

Comece bebendo com amigos, porque aí, todo mundo bebe um pouquinho!

Beba moderadamente. Vinhos foram feitos para serem apreciados na quantidade certa.

Instale o aplicativo Vivino. Esse aplicativo de avaliações te dará um ranking para ajudar na escolha.

E se você quer começar, mas morre de medo de fazer feio, pode ler esse meu post aqui.

Vamos! Venha comigo se aventurar no mundo dos vinhos!

Quer ajuda para encontrar bons vinhos em Supermercados? Leia #vinhoparatodos clicando aqui.

3 comentários sobre “Perdendo o medo, destravando e…começando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s